fbpx

FORMAÇÃO financiada

PÚBLICOS ESTRATÉGICOS

Potenciar a empregabilidade da população ativa, designadamente dos empregados/as e desempregados/as e, incluindo os que se encontram em risco de desemprego, através do aumento da sua adaptabilidade por via do desenvolvimento das competências requeridas pelo mercado de trabalho.

Pretende‐se apoiar a formação dos seguintes profissionais:

a) Profissionais da área da justiça como magistradas/os, advogadas/os, juristas, oficiais de justiça;
b) Profissionais dos órgãos de polícia criminal, polícia marítima, e forças de segurança como inspetores/as da Polícia Judiciária, agentes da GNR, agentes da PSP e inspetores/as do SEF;
c) Profissionais da área da educação como pessoal docente e não docente de todos os ciclos de ensino e ensino superior, incluindo psicólogos/as a exercer funções em escolas e profissionais de orientação vocacional;
d) Profissionais da área da saúde, como as Equipas para a Prevenção da Violência em Adultos e profissionais das entidades envolvidas em matéria de promoção da paternidade cuidadora;
e) Profissionais da área da proteção de crianças e jovens como as CAFAP, as CPCJ, as EMAT;
f) Profissionais da Rede Nacional de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica, incluindo os/as profissionais enquadrados pelo Despacho nº 6810‐A/2010, de 15 de abril, bem como profissionais dos gabinetes de atendimento e informação a vítimas nos órgãos de polícia criminal (art. 27.º da Lei n.º 112/2009) e dos gabinetes de apoio a magistrados judiciais e do Ministério Público (art. 26.º da Lei n.º 112/2009),
g) No domínio da transversalização da perspetiva de género e da igualdade entre mulheres e homens, pessoal dirigente e técnico da administração pública como os/as conselheiros/as para a igualdade, bem como os membros das equipas interdepartamentais para a igualdade, previstos na Resolução do Conselho de Ministros 161/2008, de 16 de outubro, pessoal envolvido na gestão de programas de financiamento e em matéria de contratação pública, juristas, dirigentes, pessoal das Secretarias Gerais, pessoal que intervém em matéria de gender budgeting e de comunicação, pessoal das entidades competentes em matéria de combate à discriminação, do IEFP, entidades com competência inspetiva, e das entidades que intervêm junto de públicos vulneráveis como pessoas em situação de sem abrigo, migrantes, pessoas refugiadas e pessoas ciganas, bem como os/as mediadores/as socioculturais e interculturais.
h) Pessoal dirigente e técnico da administração pública local;
i) Profissionais da área da comunicação;
j) Profissionais de recursos humanos, gestores/as, pessoal representativo e associações representativas dos/as trabalhadores/as e associações representativas dos empregadores.

  • Ativos/as empregados/as com habilitação de nível superior.

  • Cópia do Cartão de Cidadão;

  • Certificado de Habilitações;

  • Comprovativo da situação profissional.

     

  • Subsídio de alimentação: 4,77€ (nos dias em que o período de formação seja igual ou superior a 3 horas)

brevemente

Áreas de Formação

  • Formação de Formadores/as para obtenção da especialização em Igualdade de Género;

  • Formação de Públicos Estratégicos para a Obtenção da Especialização em Igualdade de Género;

  • Formação de Agentes Qualificados que atuem no domínio da VD e/ou da prevenção da vitimização ou revitimização desta – Técnicos de Apoio à Vítima;

  • Formação em Orientação Sexual e Identidade de Género.

  • Formação de Formadores/as para obtenção da especialização em Igualdade de Género;

  • Formação em Orientação Sexual e Identidade de Género

  • Formação de Públicos Estratégicos para a Obtenção da Especialização em Igualdade de Género